O Que são Doenças Crônicas? São Transmissíveis? As Mais Perigosas!

No século XX, a saúde humana era muito desfavorecida por falta de vacinação, ausência de saneamento básico, falta de medicamentos funcionais, entre outros. Por este motivo, as doenças crônicas eram muito comuns e letais.

Já no século XXI, o avanço da medicina e no saneamento básico foi notório. No entanto, o ser humano regrediu na forma de viver. As pessoas passaram a fumar muito, beber demais, se tornaram mais sedentárias, e por consequência, mais obesas.


As doenças crônicas têm ligação com fatores de riscos que prejudicam o estilo de vida das pessoas como:

  • Má alimentação
  • Tabagismo
  • Níveis elevados do colesterol
  • Sedentarismo
  • Obesidade
  • Uso abusivo de álcool

De acordo com estatísticas do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), no Brasil quase 75% das mortes são provocadas pelas doenças crônicas.

Atualmente, há 13 tipos de doenças crônicas no Brasil que provocam dores e levam até a morte.

Mas o que são as doenças crônicas?

uma das doenças crônicas contaminando uma célula

O que é doença crônica?

A doença crônica é uma enfermidade que dura períodos mais longos que seis meses. Ela não se resolve num espaço curto de tempo.

A doença crônica acompanha a pessoa durante um longo tempo da sua vida. Muitos casos, não há cura, apenas tratamentos preventivos para não agravar a saúde, o bem-estar e qualidade de vida da pessoa.

De acordo com a OMS (Organização mundial da Saúde), as doenças crônicas possuem determinadas características:

  • Produz deficiência ou incapacidade;
  • Tem origem nas alterações irreversíveis patológicas;
  • É permanente;
  • Exige reabilitação;
  • Necessidade de longos períodos de observação, supervisão e cuidados.

Tipos

homem tomando remédios

Segundo dados da OMS (Organização mundial da Saúde), as doenças crônicas são responsáveis por quase 60% das mortes no mundo inteiro.

Há 4 tipos de doenças crônicas:

  • Transmissíveis – AIDS e doenças infecciosas como tuberculose, gonorreia, sífilis e lepra.
  • Não transmissíveis – Câncer, diabetes, doenças cardiovasculares, obesidade, asma, AVC, entre outras.
  • Degenerativas – Mal de Parkinson, Doença de Alzheimer
  • Assintomáticas – osteoporose, Hipertensão, colesterol alto

No caso das doenças assintomáticas (sem nenhum ou pouco sintoma), quando elas se manifestam, as crises são dolorosas, intensas, incômodas e podem levar até a morte. Como no caso do infarto, em virtude do colesterol alto.

Exemplos de doenças crônicas

Elas possuem características marcantes. Elas têm um desenvolvimento lento e duração longa. Muitas delas não tem cura. As doenças crônicas podem ser transmissíveis, não transmissíveis, degenerativas e assintomáticas.

Veja as 10 principais doenças crônicas mais comuns no Brasil:

Asma: Especialmente em crianças. 10% dos brasileiros têm essa condição.

Hipertensão: Doença silenciosa ou assintomática. Pode desencadear diversos problemas cardiovasculares.

Osteoporose: Reduz a quantidade de cálcio e enfraquece os ossos, podendo causar dores e até alteração na postura.

Mal de Parkinson: Doença progressiva e degenerativa que afeta o controle dos músculos e movimentos.

Colesterol alto: Poder causar infarto e outras doenças cardiovasculares. Quase 20 milhões de brasileiros sofrem com esse distúrbio.

Diabetes: Doença provocada pela má absorção da insulina no sangue. Aparece na adolescência e na fase adulta. Têm dois tipos: tipo 1 e tipo 2.

Câncer: Doença agressiva que vem do crescimento fora de ordem de células consideradas anormais. Pode atingir diversos órgãos como: mama, próstata, ossos, pele, entre outros.

Doença de Alzheimer: Doença degenerativa e progressiva que destrói as memórias e prejudica as funções cerebrais.

DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica): Também conhecida como bronquite crônica ou enfisema causa severas dificuldades em respirar.

AIDS: Causada pelo vírus HIV, a doença interfere na capacidade do corpo combater infecções, pois o sistema imunológico fica comprometido.

Doenças crônicas tem cura?

corrente sanguínea contaminada com doenças crônicas

No geral, as doenças crônicas não têm cura. Mas há algumas que leva mais tempo, mas é possível ser curadas como depressão e obesidade.

O tratamento das doenças crônicas passa pela mudança no estilo de vida das pessoas e seus maus hábitos como: estresse, sedentarismo, excesso de peso, consumo de bebida alcoólica e tabagismo.

Para prevenir as doenças crônicas, é preciso mudar o estilo de vida:

  • Manter peso corporal considerado normal
  • Praticar exercícios físicos com regularidade
  • Manter boa alimentação com muitos legumes, frutas, vegetais, cereais
  • Não fumar
  • Não beber

Um estilo de vida saudável ajuda a controlar os sintomas das doenças crônicas.

Existe aposentadoria por doença crônica?

De acordo com a Lei 8.213/91 – Lei dos Planos de Benefícios da Previdência Social aponta vários direitos aos portadores de doenças crônicas.

No artigo 51, há uma lista das doenças que garantem concessão de auxílio-doença e aposentaria por invalidez. São elas:

  • Tuberculose
  • Câncer
  • Cardiopatia grave
  • Mal de Parkinson
  • Hepatopatia grave
  • AIDS
  • Nefropatia grave, etc

Quando comprovada a incapacidade por peritos médicos, independentemente do número de contribuições, o indivíduo pode dar entrada a sua aposentadoria por invalidez.

Pergunta dos leitores

As doenças crônicas são transmissíveis?

Algumas sim, como as doenças infecciosas e a AIDS.

Câncer é uma doença crônica?

Sim. O Câncer é considerada uma doença crônica não transmissível

Doenças crônicas são degenerativas?

Algumas doenças crônicas são degenerativas como Doença de Alzheimer e o mal de Parkinson.