Dor no Útero – O que pode ser? É gravidez? É doença? Saiba aqui

O útero é um órgão que faz parte do aparelho reprodutor feminino. Sua função é acomodar os bebês. Durante esse processo de gestação, ele se expande e o feto desenvolve-se nele. O que pode ser dor no útero? Veja aqui.

É o útero também que expulsa o feto, por meio de contrações, quando o bebê está pronto para nascer. Em uma das extremidades do útero se localiza e o cérvix, que se abre na vagina e na outra se localizam as tubas uterinas, conhecidas também como de Falópio.

Todas as mulheres devem cuidar da saúde de seu útero, pois além de ele estar sujeito à doenças, pode dar indicativo de outros  problemas de saúde.

O que pode ser dor no útero?Mulher com a mão na barriga de dor

Dores no útero sempre deve ser consideradas um sinal de alerta. Dentre os diversos problemas que a dor no útero pode representar, 5 delas são:

  1. Doença pélvica inflamatória: trata-se de uma inflamação que começa na vagina ou no colo do útero e, geralmente, se estende para o endométrio O endométrio é o tecido que reveste a parte interna dos ovários, das trompas e do próprio útero.
  2. Endometriose: dor de alta intensidade que piora durante o período menstrual. Quem não sofre de endometriose tem todo o material da menstruação expelido no período adequado. Porém, quem sofre de endometriose tem resíduos de menstruação fora do período menstrual que ficam concentradas nas partes da vagina. O útero, por sua vez, faz movimentos de contração para expulsar esse material, gerando dores intensas à mulher.
  3. Adenomiose: problema parecido com a endometriose, que também causa fortes dores.
  4. Miomas: tumores benignos que atingem, geralmente, mulheres entre 30 e 50 anos. `Pode causar inchaços na barriga e fortes dores no útero.
  5. Câncer de útero: câncer que se desenvolve no endométrio e tem prognóstico maligno. Também causa fortes dores na região uterina.

Sintomas das dores

Os sintomas das dores no útero de mulheres que apresentam esse problema podem vir acompanhados de:

  • Febre superior a 38°C
  • Sangramento vaginal fora do período menstrual
  • Dores nas relações sexuais
  • Corrimentos amarelados ou brancos
  • Cólicas intensas durante a menstruação
  • Fortes dores na parte baixa do ventre, fora do período da menstruação
  • Cansaço, exaustão, fadiga
  • Fluxo menstrual fora do período adequado ou muito intenso
  • Alteração no funcionamento do intestino
  • Alteração das funções urinárias
  • Dificuldade de engravidar
  • Inchaços na região do útero
  • Dor ao evacuar
  • Sangramento com presença de coágulos
  • Hemorragias

Dor no útero pode ser gravidez?

Durante a gravidez a mulher pode sentir uma leve dor no útero. A dor deve ter intensidade baixa, parecendo-se com o desconforto que se sente na TPM (Tensão Pré Menstrual).

Dores fortes no útero durante uma gestação pode indicar que a gravidez esteja apresentando algum problema. Nesse caso, um médico deve ser consultado imediatamente.

Exames que identificam o problema

Os exames que identificam o problema que a mulher pode ter no útero, quando ela apresenta algum dos sintomas relacionados anteriormente são:

  • Ultrassom pélvico: o exame permite examinar o útero e os ovários para averiguar se há alguma alteração.
  • Papanicolau: permite que o médico localize infecções na vagina, além de permitir colher material, onde outros exames que verificam a possibilidade de câncer de útero e de outras doenças.
  • Rastreamento infeccioso: análises clínicas, que permitem detectar doenças como HIV, hepatites e sífilis.
  • Colposcopia: exame que permite visualizar a vagina e o colo do útero para a averiguação de lesões benignas ou malignas.
  • Citologia e microflora vaginais: exame que diagnostica o câncer, antes que ele se instale no útero.

O que pode ser dor no útero na gravidez?

Dor no útero na gravidez moderada pode ser considerada, em muitos casos, comum. Afinal, o órgão, durante a gestação, está em constante expansão para acomodar o bebê.Mulher com dor no útero

Porém, se essas dores forem muito constantes e incômodas, pode ser sinal de problema na gravidez. A mulher não deve demorar para procurar um ginecologista para avaliar o problema.

Dor no útero na gravidez que chega a incomodar muito a mulher pode significar, por exemplo uma gravidez de risco. Também pode representar um quadro de endometriose durante a gestação.

Já dores intensas durante a gravidez podem indicar complicações graves, como descolamento da placenta. Ainda pode significar uma gravidez ectópica (fora do útero), pré-eclâmpsia e até mesmo ameaças de aborto. Juntamente com as dores intensas é importante averiguar se ocorre sangramentos, inchaços, distúrbios visuais e corrimentos.

Como tratar a dor no útero?

Tratar a dor no útero depende do problema que a mulher apresenta. A melhor maneira de se obter o tratamento adequado é consultando um ginecologista. Não faça uso de auto-medicação – isso pode piorar o problema e ainda colocar a sua saúde em risco.

Se o problema for uma inflamação no útero, o médico provavelmente vai indicar comprimidos e cremes vaginais com agentes que combatam os agressores. Entre as medicações mais usualmente indicadas para tratar a inflamação no útero estão: o Metronizadol, a Nistatina, o Miconazol e a Clindamicina. Na maioria das vezes, o parceiro sexual da mulher também deve aderir ao tratamento, usando comprimidos, para não existir o risco de reinfecção.