Laqueadura: O Que é? Vantagens e Desvantagens, Tipos e Recuperação!

A laqueadura, que também pode ser chamada de ligadura de trompas, é um procedimento cirúrgico com a finalidade contraceptiva. Ou seja, o objetivo é fazer com que a mulher não engravide outra vez. Por isso, esta é uma opção recomendada somente para quem já se tornou mãe e refletiu muito a respeito.

O que é a laqueadura?

Vale salientar que nesta cirurgia, as tubas uterinas são interrompidas, divididas e até amarradas. Tudo a fim de evitar a descida do ovulo, bem como a trajetória do espermatozoide. De acordo com informações do site Minha Saúde, a chance de gravidez após a cirurgia é quase nula, inferior a 1%.


Como é feita?

De maneira geral, todo o processo leva aproximadamente 40 a 60 minutos. Ainda assim, é essencial a utilização de anestesia. Normalmente, a mulher passa por uma internação de 12 horas no mínimo. Depois da laqueadura concluída, a paciente precisa ficar em descanso por 10 dias.

É fundamental que ela não faça sexo, ao menos, na primeira semana. A partir da liberação para a intimidade, é indispensável o uso de preservativo por mais 30 dias em todas às vezes. No entanto, o ciclo menstrual e os hormônios praticamente não sofrem alterações significativas.

uma mulher mostrando a cicatriz após fazer a laqueadura

Quais os tipos de laqueadura?

É importante frisar que não existe apenas um tipo de laqueadura nos dias de hoje. O procedimento pode ser realizado com um corte cirúrgico na região abdominal, via vaginal e ainda por laparoscopia.

Segundo informações do site do doutor Dráuzio Varella, o Brasil é um dos países com índice mais alto de realização da cirurgia. Aproximadamente 40% das mulheres esterilizadas no país, na faixa etária reprodutiva, optaram pela laqueadura. A nação que lidera o ranking global é os Estados Unidos.

Quem pode fazer?

um exemplo de laqueadura

De acordo com a Lei Federal 9263, criada em 1996, a liberação da laqueadura passa pelo planejamento familiar nacional. Em função disso, essa cirurgia apenas é liberada para mulheres com mais de 25 anos ou com dois filhos vivos.

A laqueadura é oportunizada também às mulheres que sofrem com enfermidade que represente perigo a sua integridade física ou de uma criança. O diabetes, o histórico de eclampsia e a pressão fora de controle são exemplos destes problemas de alta gravidade.

A legislação brasileira ainda estabelece que a mulher deva registrar documentação reconhecendo estar por dentro dos perigos desta iniciativa. E somente se libera a realização depois de dois meses da assinatura deste termo de compromisso.

Vantagens e desvantagens da laqueadura

A laqueadura é um procedimento clínico com pontos negativos e positivos. A grande questão é a conscientização da mulher sobre a seriedade desta ação. Afinal, é preciso refletir muito em torno da possibilidade de maternidade devido à chance mínima de reversão da laqueadura.

Há possibilidade de reverter o quadro, só que o procedimento é ainda mais complicado e não tem eficácia garantia. Além disso, diversas pacientes acabam se arrependendo após sair da sala de cirurgia. Portanto, é imprescindível que a paciente esteja convicta de sua decisão.

Além desta desvantagem, a laqueadura serve como prevenção às doenças sexualmente transmissíveis (DST), mas não anula a necessidade da camisinha. As chances de acontecer alguma complicação ou da mulher ter uma gravidez ectópica (gerar o óvulo no lugar errado, por exemplo na tuba uterina) são muito pequenas.

A possibilidade é mínima, justamente, por ser um procedimento muito simples e rápido. Ele representa a segurança contra gestações indesejadas de forma permanente e contínua. Portanto, não existe a exigência de utilizar hormônios. Além disso,  não se corre nenhum risco de redução de libido ou apetite sexual.

Efeitos colaterais da laqueadura

O fato é que existem alguns efeitos colaterais desta operação em pequena escala devido à baixa complexidade da cirurgia. Uma das consequências é o possível aumento das varizes pélvicas. Aquelas varizes que ficam na lateral do útero.

Alguns pacientes também chegam a sofrer com a ocorrência da menopausa precoce. Esta é uma ação extremamente incomum, só que é um risco. A mulher pode lidar ainda com dores na região pélvica e ciclos menstruais fora de hora.

Em 1% dos casos, a eficácia da laqueadura pode ser ameaçada por uma gravidez totalmente inesperada. Na grande maioria das situações, tudo se sucede da maneira desejada e sem sustos.

Laqueadura engorda?

Conforme reportagem do site Brasil Escola, a ideia de que a laqueadura possa interferir no peso não passa de um mito. Esse temor não faz sentido, uma vez que o procedimento não altera metabolismo ou qualquer elemento que desencadeie ganho de peso.

Preço da cirurgia da laqueadura

A partir da recomendação de um médico especialista, a laqueadura pode ser feita na rede pública ou particular de saúde. Normalmente, o valor da operação é de aproximadamente R$ 2500. No entanto, esse valor pode chegar até R$ 5000 em unidades de saúde privada.

Pergunta dos leitores

um tipo de laqueadura

Laqueadura é reversível?

O fato é que a laqueadura é um procedimento cirúrgico voltado para a esterilização das mulheres com caráter totalmente voluntário. Mas, definitivo. Isto é, as trompas da mulher são obstruídas, impedindo que haja contato entre espermatozoide e óvulo. Fazendo com que a gestação seja inviável.

Em caso de grande arrependimento, a mulher pode até passar por uma laparoscopia com a religação das tubas uterinas. Mesmo que seja possível, essa iniciativa para reversão é mais complicada e não tem índice de eficiência tão elevada.

Em função disto, é fundamental que a mulher pense, repense e tome todo o tempo necessário até chegar sua decisão.

Quais os sintomas de uma laqueadura após gravidez?

Levando em consideração as estatísticas apresentadas no site de Drauzio Varella, a possibilidade de gravidez após uma laqueadura é irrisória. A chance é de uma gravidez entre 2 mil pacientes.

Essa quantia é muito menor do que a pílula anticoncepcional por exemplo. Com a ingestão da pílula, esse perigo é de 2 ou 3 a cada 100 paciente. E, após o procedimento cirúrgico, a mulher que segue as recomendações médicas tende a se recuperar em até 10 dias.

É possível fazer a cirurgia de laqueadura pelo SUS?

Desde que haja indicação médica, a laqueadura é realiza de maneira gratuita pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em todo Brasil.