Mastopexia – O Que é? Como Funciona? Deixa Cicatriz? Antes e Depois!

As mamas são  essenciais para a amamentação. Mas também são partes do corpo de uma mulher que impactam diretamente na sua auto-estima. E para isto existe a cirurgia de Mastopexia.

E as brasileiras sabem muito bem o significado de ter seios bonitos. Afinal, de acordo com a “Society for Aesthetic Plastic Surgery “, nosso país é o segundo em número de cirurgias plásticas mamárias. Ficamos atrás apenas dos Estados Unidos.

O que é Mastopexia?

A Mastopexia se trata de uma intervenção cirúrgica que tem o objetivo de devolver a sustentabilidade às mamas. Ela elimina a aparência caída dos seios e a sua flacidez. A técnica consiste também em fazer o reposicionando das aréolas.

Com isso, os seios readquirem o seu lugar, forma e posição originais. O procedimento eleva as mamas até sua posição original, garantindo simetria. O técnica também é conhecida como lifiting de mamas.


Quais seus benefícios?

Diversos são os benefícios de se realizar uma mastopexia. Ao passar pela cirurgia, as mamas irão readquirir o seu aspecto natural. Os seios deixarão de apresentar aspecto flácido, terão suas aréolas reposicionadas no local original, além de se livrarem da aparência caída. Ou seja, a mulher recupera a beleza de seus seios.

Além disso, a aparência da cirurgia fica bastante natural. A mulher também tem consideravelmente sua autoestima aumentada e a satisfação com sua autoimagem recuperada.

O procedimento – quando realizado de acordo com os protocolos médicos – costuma ser bastante seguro. A recuperação pode causar alguns desconfortos à paciente, mas são totalmente toleráveis.

mulher com mãos nas mamas

Como é feita a cirurgia?

A Mastopexia pode ser realizada com anestesia geral, peridural ou local com sedação. O anestesista responsável é que avaliará qual o melhor tipo de anestesia para a realização da cirurgia.

Essa intervenção cirúrgica pode ser realizada com ou sem implante de silicone nos seios. O silicone está indicado em casos onde a flacidez das mamas é muito acentuada. Isso porque a retirada de pele flácida será muito grande, deixando espaços vazios no tecido mamária. Nesse caso, esses espaços são preenchidos com próteses, geralmente, pequenas de silicone.

Já nos casos onde a paciente não necessita da implantação de próteses, são removidos os excessos de pele. O cirurgião também faz o reposicionamento do tecido dos seios, dando, assim, um novo contorno às mamas. Em certas pacientes ainda se faz necessária a retira de glândulas ou focos de gorduras. Isso para que os seios adquiram um formato bonito e adequado ao restante do corpo da mulher.

Em geral, as incisões cirúrgicas na Mastopexia são feitas ao redor dos mamilos. Os cortes ainda podem ser feitos em forma de uma linha vertical, que sai das aréolas das mamas e vai até a base dos seios. Ainda podem ser necessárias outras incisões para um bom resultando. Com isso o corte atinge todo o contorno inferior das mamas – incisão conhecida como formato de T invertido.

É importante que a mulher saiba que a Mastopexia é considerada uma cirurgia de médio ou grande porte. Sua duração costuma variar de 1 hora e meia até 4 horas.

Apesar disso, algumas pacientes podem receber alta hospitalar no mesmo dia. Porém, a maioria das mulheres deixa o hospital no dia posterior à intervenção cirúrgica.

Quando deve fazer?

A mastopexia é um procedimento indicado para mulheres que desejam se livrar da flacidez e do aspecto caído de suas mamas – geralmente, problemas ocasionados pela passagem do tempo. Apesar da técnica poder contar com implantes de silicone, a mastopexia não é uma cirurgia que tem como objetivo aumentar o volume das mamas.

Recuperação da Mastopexia

Alguns cuidados são fundamentais durante a fase de recuperação da Mastopexia. Isso para que as partes do corpo que sofrerão incisões cicatrizem da melhor forma possível e para que o resultado seja satisfatório para a paciente. Dentre os principais cuidados durante a recuperação da Mastopexia indica-se:

  • Evitar o cigarro: recomenda-se que a mulher não fume durante, pelo menos um mês. Isso porque, além do tabagismo fazer mal em geral ao organismo – ele prejudica o processo de cicatrização da pele. Fumar durante a recuperação pode deixar cicatrizes mais aparentes, sendo que algumas mulheres chegam a desenvolver queloides.
  • Limitar os movimentos dos braços: a movimentação do braço deve ser bastante limita. Geralmente, o médico cirurgião indicará até que ponto a paciente poderá movimentar os seus braços durante a fase de recuperação da Mastopexia. A paciente não deverá de forma alguma levantar os braços durante o período que o médico recomendar – caso contrário, as mamas que estão se recuperando podem voltar a cair, prejudicando todo o resultado da cirurgia.
  • Repousar: em geral, indica-se repouso quase absoluto nos 15 dias após a realização da Mastopexia. Aos poucos, a paciente irá retornando as suas atividades normais – sempre com a autorização de seu médico cirurgião. Não fazer o repouso pode trazer consequências como: resultados insatisfatórios, dores, hematomas, entre outros.

Recuperação da Mastopexia – Parte 2

  • Tomar as medicações: normalmente, durante a recuperação da Mastopexia, a paciente deverá fazer uso de medicamentos anti-inflamatórios ou antibióticos receitados pelo médico, para evitar inflamações ou infecções nas áreas de incisão. Também costumam ser indicados analgésicos para aliviar a dor causada pela cirurgia. Ainda podem ser recomendado o uso de medicações tópicas para a melhora do processo de cicatrização.
  • Higienizar e trocar os curativos: durante a recuperação, a paciente deverá higienizar o local da cirurgia diariamente. O processo deve ser feito com água e sabão neutro, de forma delicada, assim como a secagem do local. Os curativos também devem ser trocados, geralmente de 1 a 2 vezes ao dia ou conforme a orientação do médico.
  • Usar sutiã especial: a paciente deverá usar, desde o primeiro dia da fase de recuperação, sutiãs cirúrgicos. Eles são muito importantes para reduzir os inchaços e ajudar na remodelagem dos seios. Geralmente, os médicos indicam usar esses sutiãs especiais por 30 dias.
  • Dormir de barriga para cima: a mulher deverá dormir deitada de barriga para cima. Durante a recuperação não se deve, em hipótese alguma, deitar-se de bruços ou de lado – pois comprimirá as mamas, impactando negativamente no resultado da Mastopexia. Normalmente, a paciente deve dormir de barriga para cima por 6 semanas.
  • Ter consciência das cicatrizes: a paciente deve ter em mente que a Mastopexia, embora deixe as mamas muito bonitas, é um procedimento que resulta também em cicatrizes permanentes e visíveis. Porém, se todos os cuidados forem adotados e as recomendações médicas seguidas, a tendência é que as cicatrizes sejam discretas.

Mastopexia antes e depois

antes e depois da Mastopexia

Mastopexia X mamoplastia

Muitas pessoas tem dúvidas sobre a diferença entre a Mastopexia e a Mamoplastia. Embora sejam procedimentos cirúrgicos bem parecidos, eles se diferem em alguns aspectos.

A Mastopexia, por exemplo, é uma cirurgia que não altera o tamanho dos seios. Ela tem o objetivo de reverter o aspecto caído e a flacidez ocasionadas naturalmente pelo tempo.

Já a Mamoplastia tem como um dos objetivos alterar o volume das mamas. Essa cirurgia pode ser feita para reduzir o tamanho de seios grandes (mamoplastia redutora) ou aumentá-lo, com a colocação de próteses de silicone.

Qual o preço da Mastopexia?

O preço de uma cirurgia de Mastopexia pode variar entre R$ 10.000,00 a R$ 19.000,00. As alterações no valor da cirurgia dependem do preço praticado pelo médico cirurgião, da complexidade do procedimento e da região do país.

Pergunta dos leitores

Mastopexia deixa cicatriz?

Sim, a Mastopexia pode deixar cicatriz ao redor das aréolas, na linha que vai delas até a base e na própria base inferior das mamas – nesse último caso se trata de uma cicatriz conhecida como T invertido.

Qual a diferença da Mastopexia sem prótese e com prótese?

A Mastopexia sem o uso de prótese de silicone apenas reposiciona o tecido mamário e as aréolas, além de eliminar a flacidez. Já a Mastopexia com o uso de próteses acontece quando a paciente possui muita flacidez, resultando em espaços vazios em suas mamas, que necessitam serem preenchidos com o silicone.