Sinais de Depressão – Primeiros sinais, Teste, Adolescentes, Pós parto

A depressão é uma enfermidade psiquiátrica grave e se não tratada pode levar o doente a incapacidade e até mesmo ao suicídio. Porém, existem diversos tratamentos eficazes para a depressão. Veja aqui os sinais de depressão!

É considerada uma doença comum. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), mais de 9% da população brasileira sofre do problema em algum nível. E mais de 120 milhões de pessoas apresentam depressão mundo.

Portanto, estamos diante de um cenário que merece atenção. O tratamento da doença é essencial para a pessoa voltar a desempenhar suas atividades diárias e viver com mais qualidade de vida, além de evitar finais catastróficos para o doente.

Quais são os primeiros sinais de depressão?

Os primeiros sinais de depressão que a pessoa com a doença pode apresentar são:

  • Físicos: cansaço excessivo, fadiga, agitação, dores no corpo, perda ou ganho de peso.
  • Apetite: mais ou menos apetite.
  • No humor: apatia, ansiedade, pensamentos negativistas, irritação, perda de interesse por atividades que interessavam antes, isolamentos, sofrimento emocional, sentimento de tristeza, sensação de vazio, entre outros sintomas desagradáveis.Desenho de criança triste
  • No sono: excesso de sono ou insônia, despertar cedo, sono de má qualidade, despertares durante o sono.
  • Na cognição: lentidão no desempenho de tarefas que antes se fazia mais rapidamente, falta de atenção, problemas de concentração, pensamentos suicidas ou ligados à morte.
  • Psicológicos: pensamentos insistentes ou intrusivos.
  • Nos hábitos: abuso de substâncias, como tabaco ou bebidas alcoólicas..

Aos primeiros sinais já é recomendado buscar ajuda especializada, no caso de um médico psiquiatra. A depressão não tratada tende a intensificar esses sintomas e fazer com que apareçam outros incômodos para o doente.

Sinais de depressão na adolescência

Os sinais de depressão na adolescência não se diferem muito dos sintomas apresentados pelos adultos, porém podem aparecer mais alguns sinais. Dentre os sinais da doença podemos citar:

• Físicos: Cansaço, lentidão, exaustão, dores pelo corpo, dificuldades na fala.

  • Comportamentais: irritabilidade, raiva, indiferença a coisas que antes lhe despertavam o interesse, isolamento dos familiares e amigos, desistir de coisas importantes, baixa no rendimento escolar, interesse ou bebidas alcoólicas ou drogas.
  • Cognitivos: pensamentos confusos, dificuldade de memória, dificuldade de concentração.
  • Sono: dormir demais ou de menos, sono intranquilo.
  • Hábitos alimentares: aumento de apetite, surgimento de transtornos alimentares.
  • Auto lesão: se machucar, se cortar.

Quais os principais sinais da depressão profunda

Depois dos sintomas iniciais da depressão, podem vir os sinais da depressão profunda, que são bem mais graves. Nessa fase é indispensável tratamento psiquiátrico para a segurança do paciente. Em alguns casos se faz necessária até mesma a internação do paciente em clínicas psiquiátricas.

Os principais sintomas da depressão profunda são:

  • Desinteresse por hábitos de higiene e cuidados pessoal, como: tomar banho, escovar os dentes, arrumar-se, trocar de roupa
  • Isolamento: passar horas sozinhos, geralmente no mesmo cômodo da casa e deitado. Geralmente a pessoa permanece no escuro
  • Pensamento insistentes de morte
  • Falta ou excesso de apetite
  • Perda ou ganho de peso acentuados
  • Pensamentos persistentes de desesperança com a vida e o futuro
  • Incapacidade para o trabalho
  • Não querer sair de casa
  • Algumas pessoas podem ter alucinações.

Existe um teste para saber se é depressão ou tristeza?

A depressão é diferente da tristeza. A tristeza é um sentimento normal, que todos nós sentidos frente um evento negativo, porém, ela não nos incapacita para as atividades diárias.

Já depressão pode ou não ser desencadeada por evento negativo. Porém, os sintomas são diferentes da tristeza e com o passar do tempo, se não houver tratamento adequado, incapacita a pessoa para as suas atividades diárias, podendo até levar o doente a cometer suicídio.

Não há teste para saber se é depressão e tristeza. O diagnóstico e a diferenciação dos dois casos é feito por um médico psiquiatra. O exame é clínico, o médico responsável baseia-se em sintomas para diagnosticar a depressão e, assim, tratá-la adequada.

Sinais de depressão pós partoGarota com as mãos no rosto

Uma a quatro mulheres no país apresentam depressão pós parto. O problema se manifesta, geralmente logo após o parto ou no período em que o bebê tem de 6 a 18 meses. Isso foi o que apontou um estudo feito pela Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca (Ensp/Fiocruz).

A depressão pós parte deve ser tratada aos primeiros sintomas, para a segurança da mãe e da criança. Entre os sinais de depressão pós parto estão:

  • Sentimento constante de tristeza.
  • Sentimento constante de culpa sem motivos
  • Queda na autoestima
  • Fadiga, cansaço acentuado e desânimo
  • Pouca demonstração de interesse pelo bebê
  • Incapacidade de cuidar de si mesma e de seu bebê
  • Medo de permanecer sozinha
  • Redução do apetite
  • Desinteresse de desempenhar tarefas diárias
  • Problemas com o sono: insônia, despertares no meio da noite, sono intranquilo e não reparador

Como tratar a depressão?

A depressão é uma doença psíquica grave, mas que felizmente tem tratamento. Quem trata da depressão é o médico psiquiatra.

Geralmente são indicadas medicações psicotrópicas, que restituem o estado normal do paciente. Também pode ser recomendado, em alguns casos, acompanhamento psicológico.

A duração do tratamento varia de acordo como caso apresentado pelo paciente. O tratamento pode durar de 6 meses a anos.